Google+ EspetacularMovie: A arte da vida é espetacular: COSPLAY

5/12/2012

COSPLAY

                                   
Cosplay? , sim, sim Cosplay, um assunto, ou metodologia de vida que vem me chamando atenção por "anos", dês de que se tornou uma mania ( muito interessante por sinal) aqui no Brasil, é o assunto deste post.

Primeiramente, o que é Cosplay?

Abreviação direta de Costume Play ou Costume Roleplay, se trata da representação de um personagem ou de vários personagens e caráter de tais.

Como é feita a representação?  

A representação se comporta por meio de fantasiar-se ou disfarçar-se de um determinado personagem , seja ele ficcional, real, concreto ou abstrato.

Como exemplo de estilo de personagens, pode ser listado personagens (principalmente) coligados com Animes, Mangas, Comics, Jogos, Filmes, Séries, Livros, Games e até mesmo referentes a grupos musicais.

Alem da representação a pessoa seja ele ou ela, também interpreta na medida do possível características pelo menos semelhantes a dos personagens.

Sendo assim chamados de Cosplayers.

Origem:

O Cosplay, por si só teve sua primeira aparição “tímida” durante a primeira Worldcon, em Nova York,no ano de 1939, quando o jovem Forrest J. Ackerman e sua (aparente) amiga Myrtle R. Douglas compareceram ao evento como os únicos fantasiados entre o publico de 185 pessoas. Ackerman (que mais tarde iria se tornar um dos nomes mais influentes no campo da ficção cientifica, usava um rústico traje de roupa espacial, apelidado e chamado por ele na época de “futuricostume”, e Myrtle, estava caracterizada com um vestido inspirado no clássico do ano de 1936, “Things to Come”, baseado na época na obra de H.G.Wells, ambos causando alvoroço e agitação em meio o publico. O resultado foi... as fantasias de ambos confeccionadas por Myrtle, ou “Morojo” fizeram tanto sucesso, que no anos seguinte dezenas de fãs compareceram a convenção em trajes de ficção cientifica.

Anos passaram e o costume se tornou pratica de vez, e a pratica, evoluiu a ponto de surgir concursos em que os participantes podiam fazer apresentações criativas para entreter  o publico,(chamado de Masquerades) na época, o hobby de fantasiar-se ficou conhecido como Fan Costuming, estando confinados nas convenções de ficção cientifica.

Já em 1984 Nobuyuki Takahashi,de um estúdio japonês, chamado Studio Hard, simplesmente ficou tão impressionado com o masquerade que publicou sobre isto em varias revistas de ficção cientifica japonesa, criando e difundindo um novo termo para definir aquilo que o havia impressionado: Cosplay.
Nos anos seguintes dezenas  de fãs já podiam ser encontrados nas convenções japonesas, e a pratica se tornou um fenômeno no pais.

Movimentando de maneira no mininmo “interessante” o comercio local nesse sentido, já que surgiram lojas, publicações e profissionais especializados na área (hobby) dando origem agora a uma certa industria do cosplay no Japão.

Os anos 90 seguiram com uma explosão de animes pelo mundo, e a arte do cosplay foi reintroduzida nos EUA,  o termo popularizou-se rapidamente através da diversas novas convenções de anime, e se segue a popularização da mesma pelo mundo.

Os modos de se fantasiar dos EUA e Japão são diferentes nesse sentido, enquanto nos EUA, as competições implicam na criação das fantasias, o Japão por sua vez foca, o sentido da perfeição, sempre dando maior foco a aquela determinada “fantasia” que ficar mais fiel ao determinado personagem representado.

Forrest J Ackerman consagoru-se como editor de publicações de ficção cientifica e se tornou um lendário colecionador de itens relacionados, alem de ser o criador da personagem de quadrinhos Vampirella. Ackerman também foi agente literário de Isaac Asimov, e serviu de inspiração  para nomes como Steven Spielberg, Stephen King e George Lucas. Faleceu no dia 4 de dezembro de 2008, aos seus 92 anos,deixando um legado (por que não) muito importante para a ficção, gênero de terror clássico e fantasia. Ackerman também desempenhou grande papel na assimilação e aceitação do publico com o termo “SCI-Fi “(lembram?). terminando como artista consagrador da ficção cientifica, como forma de arte respeitada, na literatura, ou em outras determinadas mídias.

No Brasil:

Nos anos 80, não de maneira concreta já ouvia-se falar de pessoas fantasiadas nas convenções de Jornada nas Estrelas, e em 1994 com fãs de animes, mas foi a partir de 1996, com a convenção de animes no Brasil conhecida como Mangacon(realizada pela ABRADEMI-Associação Brasileira de Desenhistas de Manga e ilustrações), em São Paulo, que houve o redescobrimento por si só da cultura Cosplayer.

Já a forma como é praticado aqui no Brasil, é uma espécie de junção dos gêneros Americano e Japonês, sendo a característica americana, os concursos , e o Japonês  o aspecto da fidelidade perante o personagem.

Segue abaixo alguns Cosplay,s :

Por fim, a arte do cosplay caracteriza-se na grande maioria das vezes (para não dizer todas) em fantasiar-se de seu personagem favorito, seja ele de filmes, games jogos... e serve de metodologia de diversão e vida por assim dizer para se levar cultura de uma forma diferente e criativa para convenções e outras ocasiões.

Opinião:

Admiro a cultura Cosplayer, por ser uma maneira divertida e inteligente de levar cultura e entretenimento para a vida das pessoas de forma "saudável" e complementar. 

Abaixo seguem  fotos de alguns cosplayers, clique sobre a imagem para ampliar:



                                      








  



Com este post, inauguro aqui a "categoria" Cosplay no blog, ou seja, em breve ,mais cosplays por aqui!